domingo, 23 de outubro de 2011

BRASÍLIA - O governo quer enquadrar todas as 147 estatais na Lei das Sociedades Anônimas (S.A.), que impõe regras de controle e governança mais rígidas. A ordem é criar condições para que elas se tornem mais eficientes e sejam instrumentos de política pública, investindo mais no país. São alvos imediatos das mudanças estatais como Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), as Companhias Docas, Valec, Conab e Infraero - que comandam investimentos bilionários em aeroportos, grandes ferrovias, dragagem e ampliação de portos de Norte a Sul, transporte urbano de massa (metrôs, trens, trens elétricos) e a construção de armazéns para melhorar a capacidade de estocagem e reduzir custos de produção.

Regras de mercado:Especialistas cobram abertura de capital

Atualmente, apenas dois grupos, considerando o conjunto de subsidiárias, investem em peso no país: Petrobras, que responde por 90% de todos os investimentos das estatais, e Eletrobras. O governo quer que todas deem sua cota, indo além dos projetos que cada uma comanda dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Mesmo aquelas que já seguem a Lei das S.A. e são de economia mista, como Petrobras, Eletrobras e Banco do Brasil (BB), terão de passar por pequenos ajustes e adotar um marco jurídico padrão - o que inclui estatuto, regras claras de comando, normas de responsabilização de dirigentes, avaliação de desempenho, divulgação de salários, entre outras medidas.

A Caixa Econômica Federal, empresa fechada e totalmente estatal, que já segue as regras do Banco Central (BC), será obrigada a dar maior publicidade aos atos de seus dirigentes, além do balanço que já é divulgado.

Novas regras para contratar e punições

As mudanças constam de um projeto de lei, elaborado em 2009 pelas pastas do Planejamento e da Casa Civil, mas adiado no ano passado devido às eleições. Agora, a equipe da presidente Dilma Rousseff quer colocá-lo em prática, dentro da concepção de que estatal é importante para o país, mas tem que dar resultado e investir. Foi seguindo essa lógica que a Petrobras e a Eletrobras já foram desobrigadas de contribuir para a meta de superávit primário (economia para pagamento de juros da dívida pública).

- Estatal tem que investir, gerar dividendos. Quem tem que economizar é a administração direta, que vive de impostos - explicou ao GLOBO um técnico do governo.

O primeiro passo da futura legislação será eliminar a natureza jurídica de fundação, autarquia ou departamento e transformar as estatais em empresas de fato, explicou uma fonte. Os outros vão no sentido de dar a essas empresas condições de se tornarem mais eficientes, com mudanças drásticas na gestão.

Cada uma terá de adotar uma cadeia de comando mais clara, com funções e regras bem definidas para cada ponto da estrutura (presidente, diretoria, Conselho de Administração, conselho fiscal, assembleia de acionistas), inclusive com punições: dirigentes passarão a responder individualmente por atos irregulares, ou seja, pelo seu CPF.

Com a mudança, por exemplo, as nomeações feitas pelo presidente da empresa terão que ser aprovadas pelo Conselho de Administração, que é corresponsável; a remuneração dos diretores não poderá ser mais um ato do ministro ao qual a estatal é subordinada, mas os valores terão que ser aprovados pela assembleia de acionistas.

Balanço, auditoria e metas serão exigidos

A publicação dos balanços será obrigatória, bem como a aprovação de um plano de auditoria independente, que avalia se todos os atos estão dentro das normas previstas. A proposta determina também a divulgação de informações completas sobre todos os contratos das companhias em meio eletrônico. Serão fixadas ainda metas de produtividade e redução de custos.

O projeto de lei incorpora algumas das exigências de duas resoluções baixadas no início deste ano pela Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR): a redução do poder do presidente da empresa e o fortalecimento do Conselho de Administração (ele não pode acumular a função de presidente do conselho, nem interinamente); a avaliação de desempenho da diretoria e a divulgação, nas demonstrações financeiras dos balanços, dos valores da maior e da menor remuneração dos funcionários e dirigentes.

Por outro lado, as estatais deverão ganhar mais autonomia para executar orçamentos, ampliar serviços e quadro de pessoal, por exemplo, sem ter de passar pela aprovação de várias instâncias. A Caixa, por exemplo, enfrenta dificuldades para modernizar o sistema de informática (tudo tem que passar pela Lei de Licitações, a 8.666).

- Nem tudo precisa ser autorizado por decreto presidencial - explicou a fonte.

Para ganhar tempo, a Casa Civil avalia aproveitar um projeto do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-PB), que regulamenta o artigo 173 da Constituição e que trata das estatais. A ideia é aproveitar esse projeto, considerado fraco pelo governo, para incluir as medidas de maior controle.

Enquanto isso, o governo vem fazendo uma minirreforma nas estatais. O exemplo são os Correios, cujo estatuto foi reformulado recentemente, ganhando poderes para competir melhor no mercado (criar subsidiárias e comprar participações em empresas), financiar projetos de infraestrutura, como o trem-bala, e receber autorização para contratar fora dos quadros.

A Infraero caminha na mesma direção, com vistas à abertura de capital. O mesmo já foi adotado com o IRB, que enfrenta forte concorrência internacional no mercado de resseguros.

Fonte: O Globo

25 comentários:

  1. Finalmente poderemos ver políticos empedernidos e barnabés cascudos trabalhando duro para que as empresas estatais dêem lucro, cumprindo metas e publicando balanços honestos e transparentes!
    ... Mas antes só precisamos esperar que as galinhas criem dentes...

    ResponderExcluir
  2. De uma coisa é certa, ou tomam uma providência imediata ou então a ECT corre o risco de sumir da tela, tem que ter muita "teta" para aguentar tudo isso, prejudicam toda população e ainda querer direitos garantidos. Até quando????

    PARTE-I

    Brasília – DF, 21 de outubro de 2011.
    CT/FEN–306/2011. Ao Diretor de Gestão de Pessoas

    EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS
    Comissão Nacional de Negociação
    ASSUNTO: Problemas pós-greve

    "Com o fim da greve, os trabalhadores estão enfrentando muitos problemas em seus setores de
    trabalho, os quais consideramos retaliação aos grevistas e descumprimento dos direitos trabalhistas garantidos em lei e no próprio acórdão de julgamento do Dissídio pelo TST.

    Apresentamos nossas reivindicações:

    1) Horas-extras trabalhadas durante a semana devem ser pagas com ACRÉSCIMO DE 70%, conforme cláusula 31 do acórdão;

    2) Compensação, quando houver serviço atrasado, somente aos sábados, COM ACRÉSCIMO DE 15% durante as 4 horas. Na jornada posterior, pagamento da hora-extra conforme acordo
    coletivo;

    3) Nenhuma compensação aos domingos, uma vez que trata-se de descanso obrigatório previsto em lei. O trabalho no domingo deve ocorrer somente com transferência da folga para
    outro dia da semana;

    4) Devolução do desconto do vale-transporte e do Ticket feito no salário;
    5) Desconto da totalidade dos dias de greve, no caso dos trabalhadores que façam tal opção por escrito;

    6) Nenhuma convocação para compensação em outro município,sem o prévio acordo com trabalhador, conforme item B.2 do acórdão do TST;

    7) Anulação imediata das transferências de setor,daqueles trabalhadores que aderiram
    à paralisação,contra a vontade do mesmo;

    8) PAGAMENTO de todas as passagens e ticket para os dias de compensação, independentemente do número de horas;

    9) Cancelamento imediato de todas as suspensões e faltas injustificadas por não comparecimento aos dias de compensação;

    10 ) Trabalho no domingo, imediatamente posterior, à greve valendo 200%;

    ResponderExcluir
  3. PARTE- II CT/FEN/306/2011

    11) Compensação dos dias de greve pela área administrativa, na própria área;

    12) Cancelamento das decisões que retiram funções dos trabalhadores após a greve;

    13) Compensação de apenas 15 dias (ao invés dos 21,

    14) Cancelamento imediato das faltas injustificadas atribuídas aos trabalhadores que
    permaneceram em greve (SINTECT/MG, SINTECT-CAS, etc.) ou foram impedidos de trabalhar após o
    horário de entrada (PB e PI) no dia 13;

    15) Compensação para os estudantes somente em horário que não comprometa o seu comparecimento à instituição de ensino;

    16) Inclusão das propostas acordadas com o Comando de Negociação da Campanha
    Salarial que beneficiam os trabalhadores, as quais não foram inclusas pela Empresa na minuta
    encaminhada ao TST para julgamento do dissídio;

    17) Exclusão da proposta apresentada pela empresa na minuta que contém as cláusulas
    sociais, autorizando a terceirização da prestação de serviços médicos aos ecetistas (cláusula 11 do acórdão do TST);

    18) Fim do cancelamento das reuniões setoriais pela direção da ECT, após a greve, para
    evitar que os sindicatos informem aos trabalhadores o que realmente foi julgado no TST;

    19) Proibição de compensação no mesmo dia, em turnos diferentes (trabalhadores estão
    sendo convocados para prestar serviço na parte da manhã e a parir de 22h, do mesmo dia).

    ResponderExcluir
  4. .....e a novela continua....veremos quais serão as cenas dos próximos capítulos....LAMENTÁVEL.

    ResponderExcluir
  5. O que esperamos é que o governo ou a justiça enquadre de fato esses diregentes de estatais e que venha as regras de controle e governança mais rígidas.


    CASE DE SUCESSO
    25.10.2011 09:28:55
    Rock in Rio
    Correios pagam caravana do rock

    A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT) aumentou o patrocínio destinado ao Rock in Rio 2011 enquanto o festival já estava sendo realizado. O extrato do termo aditivo, publicado no Diário Oficial da União de 30 de setembro — quinto dia de shows —, estabeleceu um acréscimo de 25% ao valor do contrato, que era de R$ 1,75 milhão e passou para R$ 2,2 milhões. A alteração foi feita para incluir mais um dia de evento, que não estava previsto no projeto original, e novas contrapartidas. Entre elas, ingressos do maior e mais rentável festival de música da América Latina.

    FUNCIONARIOS DOS CORREIOS, também organizaram uma "caravana" para o evento, que durou uma semana no Rio de Janeiro. A distribuição de ingressos para a ECT era uma das exigências previstas no novo contrato. Os Correios foram os maiores apoiadores do festival, que contou com a autorização de R$ 12,3 milhões do Ministério da Cultura. A captação, via Lei Rouanet, já chegou a R$ 7,4 milhões.

    O aval da pasta contrariou pareceres técnicos e decisões recentes do Tribunal de Contas da União(TCU) que cobram a descentralização dos recursos. O Correio mostrou, na edição de ontem, que o ministério ainda distribuiu convites do festival para funcionários. Segundo a Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura, a política faz parte da capacitação dos servidores em "vivenciar" a cultura brasileira.

    De acordo com os Correios, os ingressos entregues aos funcionários foram utilizados para "ações de relacionamento institucional". Os empregados, segundo a empresa, estavam a serviço. Com relação ao aditivo, a assessoria de imprensa informou que o novo contrato foi feito para a veiculação da marca em mais um dia de evento e a inserção da logomarca no envelope do ingresso extra.

    A Dream Factory Ltda., produtora do Rock in Rio, informou que o festival é considerado "um evento de alto risco financeiro e a receita de ingressos é duvidosa". A nota diz ainda que o valor autorizado pelo Ministério da Cultura foi necessário para a viabilização dos shows e que o projeto passou por todos os trâmites habituais.

    A Comissão de Ética Pública da Presidência da República vai analisar, na próxima reunião, em 7 de novembro, a distribuição de ingressos do Rock in Rio para os servidores federais. Os conselheiros devem decidir se pedem mais esclarecimentos ao Ministério da Cultura sobre o uso de convites pelos funcionários que ocupam cargos comissionados DAS-5 ou 6 e a relação dos beneficiários. O Código de Ética impõe limite de R$ 100 para presentes. Um dos beneficiários, o secretário de Fomento à Cultura, Henilton Menezes, que ocupa um cargo de DAS-6 na pasta, sustenta que "os ingressos não se enquadram em presentes porque não são vendáveis".

    O líder do DEM na Câmara, deputado federal ACM Neto (BA), cobra explicações do governo. "Não vou discutir a importância do evento, mas as denúncias indicam desvios de finalidade e conduta do Ministério da Cultura, que, aliás, vem fazendo muito pouco pela cultura brasileira. É um ministério apagado, sem ações significativas. É preciso que o governo dê explicações."

    ResponderExcluir
  6. Lamentável é a minha comissão. ISSO É UMA VERGONHA!!!

    ResponderExcluir
  7. KI BELEUZA!!! (24)

    Mais alguns simpáticos comentários extraídos das últimas postagens, respectivamente do n° 4.127 ao 4.144, do ABAIXO-ASSINADO CONTRA OS MAUS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS CORREIOS ULTIMAMENTE ( Para acessá-lo, copie e cole em seu navegador o link abaixo:
    http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoListaSignatarios.aspx?page=&sr=2661&pi=P2011N9574 ):


    4144... o procedimento nas compras internacionais com demora de mais de meses é um absurdo para quem paga as maiores taxas do mundo para receber um simples produto.
    4143...
    4142...
    4141... A FALÊNCIA PERSONALIZADA DO SERVIÇO PÚBLICO
    4140...
    4139...
    4138...
    4137...
    4136... Espero que acabe com esse marasmo nas encomendas internacionais, pagamos caro para ter esse serviço lento, deveria ter uma petição pra Receta também.
    4135...
    4134...
    4133...
    4132...
    4131...
    4130...
    4129... Fiz um pedido internacional, chegou no Brasil em 10 dias, mas demorou 2 meses retido pelos correios, chegou com a data de validade expirada.
    4128...
    4127... Os correios estão fazendo as pessoas de palhaço. Simplesmente resolvem não prestar um serviço e pronto, ficamos à mercê deles! É inadmissível que isso continue ocorrendo


    É POR ISSO QUE TENHO TANTO ORGULHO DE TER A ECT COMO MINHA EXIGENTE FRANQUEADORA!!!

    ResponderExcluir
  8. Agências lotéricas e dos Correios venderão moedas estrangeiras durante a Copa

    A idéia do Banco Central é reduzir os gargalos e facilitar a manipulação de moedas estrangeiras durante o período de realização da Copa do Mundo no Brasil. Tanto as loterias como os Correios poderão negociar até US$ 3.000 e a previsão do BC é que sejam movimentados, na época, R$ 9,4 bilhões na economia brasileira. O Sindicato dos Funcionários do Banco Central (SINAL) alerta quanto à adoção de medidas inibidoras da lavagem de dinheiro, porque eventos como o da Copa do Mundo são cenário ideal para esse tipo crime.

    Comento:

    Se as franquias ainda existirem e forem obrigadas a isso vai ser um chocolate pra bandidagem!!!

    ResponderExcluir
  9. Alguém sabe se o "novo" Edital vem agora(para termos um Natal tenso), ou só para Janeiro(para ter um início de 2012 tenso)???

    ResponderExcluir
  10. Se os Correios estão em greve e não entregam, a Toxa trás!


    Atoxa - Atras
    ( As Danadinhas )

    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    atoxa a trás

    A nossa firma é dimais

    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    atoxa a trás

    A nossa firma é dimais

    Pra poder sair da crise
    e pra nao ficar atoa
    As danadinhas já abriram uma transportadora

    A transportadora toxa, nossa firma é dimais
    o que a outra nao trás pode cre que a toxa trás

    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    atoxa a trás

    A nossa firma é dimais


    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    atoxa a trás

    A nossa firma é dimais

    E contem presentinho nao importa a quantidade
    atoxa trás,atoxa trás em qualquer canto da cidade
    E em materia de mudança se ninguem te satisfaz
    Se as outras são de menos pode crer que atoxa é mais

    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    atoxa a trás

    A nossa firma é dimais


    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    atoxa a trás

    A nossa firma é dimais

    entao vamos logo
    atoxa,atoxa
    atoxa,atoxa
    atoxa,atoxa
    atoxa a trás


    entao vamos logo
    atoxa,atoxa
    atoxa,atoxa
    atoxa,atoxa
    atoxa é....

    Pra poder sair da crise
    e pra nao ficar atoa
    As danadinhas ja abriram uma transportadora

    A tramportadora toxa, nossa firma e dimais
    o que a outra nao trás pode cre que a toxa trás

    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    atoxa a trás

    A nossa firma é dimais


    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    Atoxa a trás
    atoxa a trás

    A nossa firma é dimais

    E contem presentinho nao importa a quantidade
    atoxa trás,atoxa trás em qualquer canto da cidade
    E em matéria de mudança se ninguem te satisfaz
    Se as outras são de menos pode crer que atoxa é mais

    Atoxa é mais
    atoxa é mais
    atoxa é mais
    atoxa é mais

    A nossa firma é dimais

    Atoxa é mais
    atoxa é mais
    atoxa é mais
    atoxa é mais

    A nossa firma é dimais

    atoxa, atoxa
    atoxa, atoxa
    atoxa, atoxa
    atoxa a trás

    ResponderExcluir
  11. Cinquenta agências dos correios já foram assaltadas este ano na Paraíba

    Nesta sexta (28),agências de Lagoa Seca e Itapororoca foram assaltadas. Com os assaltos desta sexta-feira, sobe para 50 o número de assaltos.

    Postado por Arinelson em Notícia

    Mais duas agências dos Correios na Paraíba foram assaltadas nesta sexta-feira (28). Com esses assaltos sobre para 50 o número de estabelecimentos assaltados no estado em 2011. Na cidade de Areial, localizada no Agreste paraibano distante 155 km de João Pessoa, dois homens armados chegaram na agência e roubaram todo o dinheiro que estava no local. De acordo com o sargento Jocélio da Central de Operações da Polícia Militar da Paraíba (Copom), os assaltantes fugiram em uma moto em direção à zona rural. Até às 13h30 ninguém havia sido preso. Essa é a segunda vez que esta agência é assaltada só neste ano.

    Já na cidade de Itapororoca, litoral paraibano e que fica a 62 km da capital, quatro homens armados entraram na agência dos Correios por volta das 8h. Segundo o cabo Mário da 2ª Cia de Mamanguape, os assaltantes fugiram em duas motos em direção à cidade de Cuité de Mamanguape. Ainda de acordo com o cabo o que dificulta a prisão é o fato de que existem várias saídas e estradas de barro no local. Assim como em Areial, ninguém foi preso.

    Na terça-feira (25) a agência dos Correios da cidade de Lagoa Seca foi assaltada. Na semana passada, foram assaltadas agências em Remígio e Puxinanã. O Agreste é a região que mais concentra ocorrências nos Correios.

    Veja a lista abaixo:

    Agreste
    Araçagi (2 vezes)
    Alcantil
    Arara
    Bananeiras
    Distrito de São José da Mata (Campina Grande) (3 vezes)
    Montadas (2 vezes)
    Areial (2 vezes, a mais recente foi nesta sexta-feira (28))
    Esperança
    Gurinhém
    Pilõezinhos
    Lagoa de Dentro
    Puxinanã (2 vezes)
    Curral de Cima
    Remígio
    Lagoa Seca

    Litoral
    Cuité de Mamanguape
    Cabedelo
    Mulungu
    Baía da Traição (3 vezes)
    Santa Rita (2 vezes)
    Mataraca
    Lucena
    Itapororoca (um dos últimos casos registrados)

    Cariri
    São Sebastião de Umbuzeiro (2 vezes)
    Barra de São Miguel (3 vezes)
    Camalaú
    São Domingos do Cariri (2 vezes)
    Passagem
    Umbuzeiro (2 vezes)
    Livramento

    Sertão
    Maturéia
    Santa Terezinha
    Bom Sucesso
    Pedra Lavrada
    São José de Piranhas
    São Francisco

    ...........................................

    ECT ARRETADA


    Ô ECT! 50 agências assaltadas só na Paraíba?!Cadê a segurança???

    ResponderExcluir
  12. Teremos, como sempre, um natal tenso, graças às maldades mesquinhas, perpetradas por volta dessa época, por gente que não se incomoda muito com seu próximo.

    FELIZ NATAL! (e próspero ano novo! KKK)

    ResponderExcluir
  13. Será colega?? não devemos pensar assim, quero ainda ver em breve as franqueadas sendo reconhecidas de fato como parceiros da ECT, principalmente em SPM. As páginas dos ultimos 4 anos,devem ser viradas e esquecidas.

    ResponderExcluir
  14. Por falar nisso...

    A ECT derrubou a liminar que permitia às AGFs terminarem suas reformas em abril. Isso é que é dar uma boa notícia de fim de ano!

    GRAAANDE NATAL!!! KKK

    ResponderExcluir
  15. De fato, essa não é a melhor forma de se reconhecer as franqueadas como parceiras da ECT, he-he.
    O lobo pode até perder o pelo, mas não perde o vício.

    ResponderExcluir
  16. Dessa forma coloca a casa em dia em pouco tempo, o que fica estranho um pouco é a explicação do correio. tem alguma falha.


    "O mecânico José Ricardo da Silva, de 50 anos, diz ter encontrado nesta quinta-feira (27) cerca de 50 cartas ainda fechadas em uma caçamba de lixo na rua onde mora em Pedreira, na Zona Sul de São Paulo. Na correspondência, há contas de telefone, cartões de banco, cartas bancárias e faturas de cartão de crédito, todas de endereços na Avenida Nossa Senhora dos Navegantes, em Diadema, no ABC. Os Correios dizem que entregaram as cartas, que eram destinadas a centro comercial.

    Silva ficou surpreso em ter encontrado as cartas no lixo. “É abusivo você ter correspondência e alguém jogar fora”, disse. O mecânico contou que levava sacos de lixo até a caçamba, na Estrada da Água Santa, quando localizou os envelopes ainda lacrados. Alguns estavam jogados em seu interior e outros do lado de fora, perto da calçada. Ele disse que não havia um elástico juntando a correspondência. “Elas [cartas] estavam soltas”, descreveu.

    Silva recolheu as cartas e as levou para sua oficina mecânica, que fica a poucos metros da caçamba. Algumas cartas estão sujas, com restos de lixo. O mecânico conhece uma mulher que mora na avenida de Diadema e é destinatária de algumas delas. Ele afirma que a avisou sobre a correspondência, a maioria bancária. “É um despropósito. Ela disse que vai entrar com uma representação”, contou.

    O mecânico associou o caso à greve dos Correios, que terminou no dia 13 de outubro. Os funcionários ficaram quase um mês parados, o que provocou o acúmulo de cartas e encomendas. “A minha teoria é que a greve fez com que houvesse uma carga muito grande de entregas e alguém jogou essas fora”, disse Silva.

    Os Correios disseram que retiraram as correspondências no endereço indicado pelo mecânico e analisaram o que aconteceu. Segundo a empresa, as cartas eram destinadas a um centro comercial com diversos boxes. Elas foram entregues para o responsável por receber a correspondência, mas os envelopes encontrados no lixo eram destinados a comerciantes que não trabalham mais no local. Os Correios informaram que orientaram os responsáveis , em casos como esse, devolver os envelopes para o carteiro, que faz a devolução ao remetente.

    fonte: G1

    ResponderExcluir
  17. KI BELEUZA!!! (25)

    Mais alguns simpáticos comentários extraídos das últimas postagens, respectivamente do n° 4.203 ao 4.220, do ABAIXO-ASSINADO CONTRA OS MAUS SERVIÇOS PRESTADOS PELOS CORREIOS ULTIMAMENTE ( Para acessá-lo, copie e cole em seu navegador o link abaixo:
    http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoListaSignatarios.aspx?page=&sr=2661&pi=P2011N9574 )


    4220... Privatizem logo os correios, eu sou petista mas estou começando a concordar com o psdb em privatizar o brasil todo... sedex tá muito ruim e entrega tudo atrasado

    4219...

    4218... Total falta de respeito com os clientes. Estou aguardando uma encomenda internacional há 60 dias e não consigo nenhuma resposta dessa empresa. Privatização Já!

    4217... Empresa ridicula, oferece serviços, cobra caro por eles, e não cumpre os prazos.

    4216...

    4215... Estou indignado com o serviço prestado pelos correios, paga-se caro por um serviço de má qualidade.

    4214... Recebi pacote violado e faltando item, e remendado com fita adesiva dos correios.

    4213... Pedi a minha irma que enviasse meu historico escolar por EMS - "servico rapido dos correios" e hoje preciso fazer a minha inscricao para o curso universitario, mas meu documento ta perdido! resultado: perdi tambem o prazo para a inscricao e a minha proxima chance sera no ano que vem em Agosto.

    4212...

    4211...

    4210... Privatização Já!!

    4209...

    4208...

    4207...

    4206... Diversos casos de encomendas não entregas e paradas na "Unidade de Tratamento Internacional"

    4205...

    4204... Virou mania informar destinatario desconhecido, quando confirmamos não ser.

    4203... péssimos serviços, as tarifas mais altas do mundo _ - PRIVATIZAÇÃO JÁ!!!!


    É POR ISSO QUE TENHO TANTO ORGULHO DE TER A ECT COMO MINHA EXIGENTE FRANQUEADORA!!!

    ResponderExcluir
  18. Como não se tem noticias sobre franquias, vamos lá com o caderno de informações gerais.

    09/11/2011 - às 12:19

    A Polícia Federal (PF) em São Paulo prendeu nesta quarta-feira pelo menos 34 pessoas suspeitas de participar uma quadrilha que desviava cartões de crédito e os utilizava após desbloqueio fraudulento.

    Segundo a PF, 250 policiais federais atuam na Operação Crédito Fácil para cumprimento de 42 mandados de prisão e 58 mandados de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara Federal Criminal de São Paulo. Os mandados são cumpridos na Grande São Paulo, Itapetininga e Limeira.

    Estima-se que o prejuízo causado por esta quadrilha, somente com o desvio de cartões da Caixa Econômica Federal, de janeiro de 2010 até outubro de 2011, supere a cifra de R$ 4 milhões. Esse valor pode triplicar, caso sejam computadas as fraudes realizadas com cartões de outros bancos.

    De acordo com o delegado Fabrício de Souza Costa, coordenador da operação, os desvios aconteceram em quatro centros de distribuição dos Correios - Jaguaré, Saúde, Vila Carrão e Guarulhos. Estima-se que mais de 2.500 cartões tenham sido roubados entre janeiro de 2011 e outubro de 2011, totalizando aproximadamente 5 mil transações -













    Encaminhar

    ResponderExcluir
  19. Ja que não tem notícia nova para o(a) moderador(a) colocar aqui, lá vai uma, moderadora....a forma mais comum que os correios tem aparecido na mídia, pela sua competência extrema:

    http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2011/11/carteiros-recebiam-r-200-por-cartao-de-credito-desviado-em-sp-diz-pf.html


    Cliquem no vídeo....



    Eduardo

    ResponderExcluir
  20. Vamos continuar com informções gerais.Nota ECT.

    "A CEOFI SP tem recebido questionamentos de unidades terceirizadas - AGFs/ACCs alegando o não recebimento de faturas ou o recebimento de faturas com atraso e, por isso, solicitando prorrogação e até reclamando do atraso. Sabemos que a área operacional prioriza o tratamento e a entrega das faturas da ECT, porém, podem ocorrer contingências que levem a tais ocorrências e, no extremo, até ao extravio.

    Assim, lembramos que a ECT disponibiliza as faturas no site dos correios, mensalmente, bem antes da data de vencimento. Esse serviço é gratuito e apresenta inúmeras vantagens, dentre as quais destacamos: conhecimento e conferência antecipada da fatura, impressão da 2ª. via a qualquer momento, armazenamento do arquivo eletrônico da fatura/extrato etc.

    Para tal, basta acessar o site dos Correios, clicar na aba "Para sua Empresa" e depois na caixa "serviços para o seu contrato" selecionar a opção "fatura eletrônica", onde encontrará todas as orientações necessárias.

    Reforçamos que o ciclo de faturamento das unidades terceirizadas é o A2 (01 a 30/31) de cada mês, cujo vencimento dá-se entre os dias 18 e 22 do mês subseqüente, mesmo vencimento dos contratos comerciais.

    Lembramos ainda que o atraso ou mesmo o não recebimento físico da fatura não justifica a perda do prazo de pagamento, "pois cabe ao responsável pelo pagamento ficar atento aos prazos de vencimento de suas contas, entrar em contato antecipadamente com cada empresa com a qual tem débitos a pagar e se informar sobre como retirar uma segunda via da fatura ou obter os dados para quitação etc.."

    Comento:
    1-As franquias não alegam nada, isso é fato, objétos chegam com atraso aos destino, até o dia 05-11 ainda existiam ou existe até hoje em SPM CDD's com carga represada ainda em função da greve;

    2-A nota diz que prioriza tratamento e distribuição, ora se postagem é realizada na via Sedex, não tem o que priorizar a entrega é normal.

    3- Agora o último parágrafo da nota é digno de "nota" dá para perceber como ainda alguns empregados da ECT adoram tratar "clientes" como "usuários",veja:

    - "pois cabe ao responsável pelo pagamento ficar atento aos prazos de vencimento de suas contas, entrar em contato antecipadamente com cada empresa com a qual tem débitos a pagar e se informar sobre como retirar uma segunda via da fatura ou obter os dados para quitação etc...".

    ResponderExcluir
  21. É por isso que a população está cada vez mais de SACO CHEIO com esse nhé-nhé-nhé dos correios e só fala em privatizar a empresa.

    ResponderExcluir
  22. Senhores, essa noticia sobre os desvios de cartões é uma vergonha e veja., até agora foram apenas cartões do contrato CEF.
    Um aviso aos colegas dos Correios, esta chegando o momento da campanha de natal "Adotar uma cartinha" alguem estava interpretando errado a campanha e estavam adotando "Cartões"

    ResponderExcluir
  23. O Correio sempre foi confiável e atendeu as expectativas da comunidade, inclusive com a rapidez nas entregas. Mas, de tempos até agora, seu sucateamento é visível. Acumulam-se correspondências, atrasam-se encomendas/cartas/impressos e a clientela não tem mais certeza de que suas remessas chegarão ao destino no prazo contratado, isso já vem ocorrendo a mais de tres anos. Mas o pior foi revelado pela operação policial desta semana: com a ajuda de funcionários, quadrilhas desviam e roubam documentos e cartões de crédito postados pelas instituições financeira a seus clientes.
    Embora a polícia tenha identificado o crime e prendido os autores, a repercussão do fato causa enorme prejuízo à imagem e à confiabilidade dos Correios. Como empresa pública e detentora do monopólio postal, a organização tem suas obrigações perante a sociedade e delas não pode se furtar. Lamentavelmente o desmonte que já vem ocorrendo algum tempo, os Correios tem perdido terreno e piorado a qualidade dos seus serviços. Mais recentemente foi vitima de diretores errantes, indicados pelo loteamento político do governo, que se envolveram em falcatruas e, como sempre, deixaram sua nódoa sobre a imagem da empresa.

    Mesmo pertencendo ao governo, o Correio é uma instituição e até um direito da sociedade. Seu funcionamento regular é do interesse geral. A difícil realidade hoje vivida pelo setor sugere a necessidade de um grande movimento para o seu resgate. É preciso verificar se o atual modelo de gestão é adequado ou não e, com urgência, fechar todas as válvulas que possam tumultuar o tráfego regular do material postado e, principalmente, garantir a sua segurança. O usuário precisa voltar a ter a confiança de que sua correspondência ou encomenda chegará ao destinatário dentro do prazo estabelecido e de que, no caminho, jamais sofrerá violação ou desvio.

    Na medida em que o Correio estatal deixa de prestar bons serviços, crescem os meiôs alternativos que não têm fé publica mas costumam ser eficientes. É necessário se fazer algo para salvar a tradicional instituição Correios do Brasil. Trata-se de uma grande estrutura, com uma valorosa equipe de profissionais especializados, que pede socorro.

    ResponderExcluir
  24. E o que falar da CARA DE PAU dos "COMERCIAIS" dos Correios, que vão às empresas dos franqueados e, com a maior CARA DE PAU, vendem os mesmos produtos dos franqueados??? Como vamos cumprir nossas metas se somos CORNEADOS dessa maneira???

    ResponderExcluir
  25. Pau neles!!! via Abrapost. denuncia!!!

    ResponderExcluir

O Blog é o seu canal de relacionamento para troca de informações e experiências sobre a trajetória de luta da rede franqueada.
Por isso, é muito importante que você continue expondo sua opinião neste espaço democrático.
E para que o Blog reflita fielmente os anseios e opiniões da rede estabelecemos critérios para a liberaçao de posts:
Aprovamos comentários em que o leitor expressa suas opiniões. Comentários que contenham termos vulgares e palavrões, ofensas, dados pessoais (e-mail, telefone, RG etc.) e links externos, ou que sejam ininteligíveis, serão excluídos. Erros de português não impedirão a publicação de um comentário.
O objetivo é tornar este espaço aberto a todas as pessoas que desejam expor suas colocações com seriedade e para que essas opiniões possam ser motivo de interação por parte de outros membros. Ao mesmo tempo, evitar que mensagens com insultos, ofensas pessoais ou, ainda, com conteúdo de baixo calão sejam reproduzidas neste espaço.
Os comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog. Comentários que citam nomes de colegas franqueados só serão publicados com autorização dos mesmos. Todos os comentários serão analisados pela equipe de comunicação antes de serem publicados
e-mail para contato: acf.correios@gmail.com